Juncker quer todos os países da UE na zona euro

  

Para o Presidente da Comissão europeia, os 27 países da União Europeia – após a saída do Reino Unido – além de deverem estar na zona euro, deverão fazer parte do espaço Schengen (livre circulação de fronteiras) e da união bancária, em 2019.
Juncker considerou ainda que "é mais que altura" de a Roménia e a Bulgária se juntarem também ao espaço Schengen, e, em breve, a Croácia, assim que este país cumprir todos os critérios.



“Vento favorável”:

Presidente da Comissão Europeia defendeu Europa a uma só velocidade no seu discurso do Estado da União.

Quer também criar ministro das Finanças europeu e serviços secretos europeus.

Jean-Claude Juncker quer que todos os países da União Europeia adotem o euro em 2019.

Todos os países da União Europeia devem estar na zona euro no próximo ano, defendeu com efeito esta manhã Jean-Claude Juncker.

A Europa deve aproveitar o “vento favorável” atual para construir uma união “mais forte”, acrescentou.

Para o Presidente da Comissão europeia, os 27 países da União Europeia – após a saída do Reino Unido – além de deverem estar na zona euro, deverão fazer parte do espaço Schengen (livre circulação de fronteiras) e da união bancária, em 2019.

Juncker considerou ainda que "é mais que altura" de a Roménia e a Bulgária se juntarem também ao espaço Schengen, e, em breve, a Croácia, assim que este país cumprir todos os critérios.

Uma Europa com robustas fronteiras externas, como deve ser o caso, tem que ser "inclusiva", acrescentou.

Juncker fez esta quarta-feira um discurso sobre o estado da UE perante o Parlamento Europeu, em Estrasburgo.




Par D.Ribeiro le 13/09/2017

Droits de reproduction et de diffusion réservés © Radio Alfa 2004 Usage strictement personnel. L'utilisateur du site reconnaît avoir pris connaissance de la licence de droits d'usage, en accepter et en respecter les dispositions.