Morreu a cantora France Gall aos 70 anos

  

Morreu este domingo a cantora francesa France Gall. Tinha 70 anos e foi vitima de cancro. Foi uma das mais importantes artistas pop do panorama musical francês.



A artista francesa morreu aos 70 anos:

A morte foi anunciada pela agente da cantora, Geneviève Salama. "Há palavras que nunca se querem pronunciar. France Gall regressou ao "Paraíso Branco" dia 7 de janeiro, depois de dois anos a desafiar, com discrição e dignidade, o reaparecimento do cancro". France Gall estava hospitalizada desde o final de dezembro devido a uma "infeção severa", indica o Le Monde.

Nascida a 9 de outubro de 1947 em Paris como Isabelle Gall, cresceu numa família de artistas: o pai, Robert Gall, escreveu alguns dos temas de maior êxito da música francesa, nomeadamente La Mamma de Charles Aznavour. Gravou o primeiro álbum aos 15 anos e, em 1964 tem o primeiro sucesso musical com Sacré Charlemagne, celebrizando-se durante o período do yé-yé dos anos 60 do século passado.

É recordada sobretudo pelo tema Laisse Tomber Les Filles, que foi composto por Serge Gainsbourg. Em 1965 viria a vencer o festival da Eurovisão com Poupée de Cire, Poupée de Son, também de Gainsbourg, em representação do Luxemburgo.

Em 1973 conhece Michel Berger, que lhe escreve La Déclaration d'amour em 1974. O tema relança-lhe a carreira e France Gall torna-se a musa de Berger, mas também mulher e mãe de dois filhos do cantor e compositor. Da parceria resultam vários sucessos musicais, nomeadamente Tout pour la musique, Résiste, Viens je t"emmène, ou Besoin d"amour.

Berger morre de forma súbita em 1992, vítima de problemas cardíacos. Um ano depois, a cantora recebe o diagnóstico de cancro da mama. Regressaria ainda à música para se retirar em 1997, após a morte da filha Pauline, nascida em 1978.

Em 2015, aos 68 anos, recorda o Le Monde, France Gall tinha regressado aos palcos com a comédia musical Résiste.

A sua última aparição pública foi na cerimónia dos Globos de Cristal a 30 de janeiro de 2017 no Lido de Paris.

Alfa/Le Monde/DN.




Par M.Alexandre le 07/01/2018

Droits de reproduction et de diffusion réservés © Radio Alfa 2004 Usage strictement personnel. L'utilisateur du site reconnaît avoir pris connaissance de la licence de droits d'usage, en accepter et en respecter les dispositions.