• Redaction Radio ALFA
Vendredi 19 Janvier 2018
  Informations

Incêndio em Tondela faz pelo menos oito mortos e dez feridos graves.

Incêndio numa associação recreativa em Vila Nova da Rainha, no concelho de faz pelo menos oito mortos e dez feridos graves. Estavam num torneio de sueca.
Alfa/Expresso

Retour au début  Nova tragédia em Tondela:

Um incêndio numa associação recreativa em Vila Nova da Rainha, no concelho de Tondela, provocou pelo menos oito mortos e quase quatro dezenas de feridos, entre os quais estarão "dez queimados em estado grave". Uma salamandra e uma porta bloqueada fizeram de uma noite de convívio uma tragédia. Marcelo visita o local da tragédia este domingo

Um incêndio em Vila Nova da Rainha, no concelho de Tondela, provocou pelo menos oito mortos. No terreno, já em operações de rescaldo, as autoridades confirmam também a existência de 34 feridos, que foram transferidos para os hospitais de Coimbra, Viseu e Tondela. Fontes médicas do Hospital de Viseu confirmaram ainda ao Expresso que, entre os feridos, se encontram dez “queimados em estado grave”.

O incêndio deflagrou no edifício de dois andares onde tem sede a Associação Recreativa, Cultural e Humanitária de Vila Nova da Rainha. Aí decorria um torneio de sueca e estariam presentes mais de 60 pessoas. Tudo leva crer que o incêndio terá sido provocado por uma salamandra: "Aqueceu muito, o que terá provocado uma forte ignição no teto falso do segundo piso. A capacidade de inflamação do próprio teto terá provocado um incêndio muito rápido", salientou aos jornalistas o presidente da câmara de Tondela, José António Jesus. Entretanto, a porta terá ficado bloqueada, impedindo a saída das pessoas e provocando o pânico. Muitas terão sido intoxicadas pelos altos níveis de monóxido de carbono.

Segundo uma testemunha entrevistada pela SIC, que estava "na mesa 1, ao cimo da escada", "alguém lá atrás deu um berro". "Calhei a olhar para a lareira e vi aquilo ao cimo da lareira, berrei e saí cá para fora, mas a porta ao pé da escada estava fechada, não conseguimos abrir, foi preciso um jipe para rebentar a parte de cima da porta. As pessoas estavam já todas no chão, demorou um bocado, se não fosse o jipe do senhor Guimarães não tinha aberto. Depois tiramos as pessoas uma a uma, pela parte de cima da porta”.

Pela natureza do evento, as vítimas são "maioritariamente adultos" e provenientes daquela localidade. No entanto, tratando-se de um torneio, "é possível que estivessem pessoas de outras localidades, ainda que do concelho de Tondela", precisou o autarca.

José António Jesus, falou de uma situação "muito crítica", "trágica", "três meses depois dos fortes incêndios" que dizimaram a região e ceifaram várias dezenas de vidas.

O alerta foi dado às 20h51. O fogo que se seguiu à explosão foi, entretanto, dominado, tendo ficado extinto cerca de uma hora depois. Ao local ocorreram 170 operacionais, entre bombeiros, GNR e elementos da emergência médica. Foram mobilizados três helicópteros do INEM.

No local, esteve também o secretário de Estado da Proteção Civil, José Artur Neves.

Cerca da meia-noite, segundo as imagens transmitidas em direto pela SIC, estavam já a ser desmobilizados alguns dos meios, na mesma altura em que era relatada a chegada ao local das equipas da Polícia Judiciária, que vão investigar o sinistro.

Marcelo Rebelo de Sousa confirmou que visitará o local da tragédia este domingo ao fim da manhã. E no site da Presidência já expressou os seus "sentidos sentimentos aos familiares das vítimas mortais e aos feridos" desta "nova tragédia que atingiu o concelho de Tondela".

Entretanto, o Governo, através do Ministério da Solidariedade e da Segurança Social, ativou a linha nacional de emergência social através do número gratuito 144.

Le: 14/01/2018 06:33:23
  D.Ribeiro

 Extrait(s) sonores trouvé(s)

Aucun extrait trouvé pour cet article